ABAS

IAH

Você está em: HOME > Notícias

Notícias

Água subterrânea em Ji-Paraná , RO

O Município de Ji-Paraná está localizado na Amazônia Ocidental, porção centro-leste do Estado de Rondônia, na microrregião de Ji-Paraná e na mesorregião do Leste Rondoniense. Com latitude 10º53’07” sul e longitude 61º57?06? oeste, e altitude de 170 metros. Possui área de 6.897 km² representando 2,9% do Estado.

Segundo estimativas da Fundação Nacional de Saúde – FUNASA, 40% das residências no município de Ji-Paraná – RO são atendidas por água de poços.

O Departamento de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia está monitorando a qualidade da água de alguns poços localizados na área urbana do município de Ji-Paraná, por meio de um projeto de pesquisa financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq desde 2007, coordenado pela professora Margarida Marchetto com a colaboração dos alunos bolsistas Marcos Leandro Alves Nunes e Alyne Foschiani Helbel, do curso de engenharia ambiental, do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC.

A qualidade da água está sendo avaliada por meio de análises microbiológicas e caracterização físico-química, nos laboratórios do Departamento de Engenharia Ambiental- UNIR. Foram determinadas as concentrações de bactérias heterotróficas e coliformes fecais e totais, pH, condutividade, turbidez, nitrato e nitrito e alguns metais.

Os resultados obtidos nos primeiros meses do monitoramento, período correspondente a estação chuvosa, evidenciaram a contaminação por material fecal em 100% das amostras analisadas. Vale salientar que a região norte possui duas estações bem definidas, seca e chuvosa. No período seco a qualidade da água apresenta-se consideravelmente melhor.

A água é considerada um dos maiores veículos de transmissão de patologias. A presença de coliformes termotolerantes, acima dos padrões de potabilidade estabelecido pela Resolução CONAMA 396/2008, apresenta risco à saúde publica.

O sistema de saneamento in situ, denominado popularmente de fossas, constituem uma das principais fontes poluidoras das águas subterrâneas na cidade, e devido a falta de saneamento são largamente utilizadas pela população, constituindo-se a hipótese mais provável da contaminação do lençol subterrâneo por fezes. O número mais provável – NMP de bactérias heterotróficas encontradas nas análises apresentam-se acima do recomendável pela legislação vigente em aproximadamente 20% das amostras. A concentração de nitrato e nitrito encontrada nas amostras também tem sido elevada. Em aproximadamente 45% dos poços analisados a água se encontra fora dos padrões recomendados pela organização mundial de saúde e pela portaria do ministério da saúde.

Devido à falta de saneamento no estado de Rondônia, grande parcela da população utiliza fossas sépticas para disposição dos efluentes. Na maioria das cidades, no estado, o sistema de distribuição pública de água não contempla toda a população.

Os estudos realizados permitem constatar que muitos poços na cidade de Ji-Paraná possuem água com características impróprias para o consumo humano, devido elevadas concentrações de nitrato e coliformes.

Margarida Marchetto
Departamento de engenharia ambiental -UNIR/RO



Notícia publicada em 23/07/2009.








Copyright © - ABAS - Associação Brasileira de Águas Subterrâneas